3,3 mil policiais militares e bombeiros são promovidos no Ceará

3,3 mil policiais militares e bombeiros são promovidos no Ceará

PUBLICIDADE
17 dez 2015
Jamais houve número similar de policiais promovidos ao mesmo tempo em 180 anos de existência da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Jamais houve número similar de policiais promovidos ao mesmo tempo em 180 anos de existência da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Mais de 2.800 agentes da Segurança Pública, entre policiais militares e bombeiros militares, foram promovidos em solenidade ocorrida ontem, no Centro de Eventos do Ceará (CEC), em Fortaleza. A ação foi a primeira de uma série que beneficiará aproximadamente nove mil servidores em todo o Estado, passando ainda por Sobral, Crateús, Itapipoca, Canindé, Iguatu, Juazeiro do Norte, Russas e Quixadá. No começo da noite, outros 514 militares foram beneficiados, no município de Sobral.

 

O governador Camilo Santana, criador da Lei sancionada neste ano que regulamenta as promoções no Estado, comandou a solenidade. Ele esteve acompanhado de outras autoridades como a vice-governadora Izolda Cela; o ex-governador Lúcio Alcântara; o procurador geral do Estado, Juvêncio Vasconcelos Viana; a controladora geral de disciplina do Estado, Socorro França; o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Túlio Studart e o secretário-chefe da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado, dentre outros.

 

O momento entra para a História por diversos aspectos. Primeiro, pela quantidade. Jamais houve número similar de policiais promovidos ao mesmo tempo em 180 anos de existência da Polícia Militar do Estado do Ceará. Em seguida, por marcar o início da regulamentação da ascensão militar, que conforme a nova legislação, ocorrerá anualmente, beneficiando a tropa.

 

Mulheres

 

A promoção elevou à categoria de tenente-coronel, penúltimo posto da carreira militar, as primeiras mulheres que ingressaram na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros do Estado.

 

A agora tenente-coronel Sandra Helena Carvalho Albuquerque destacou a importância dela e das colegas de atingir o penúltimo posto da carreira militar. “Entramos na PMCE em 1994 muito jovens. As primeiras mulheres a romper as barreiras da Corporação, que antes era só de homens. Fomos aos poucos construindo nossa identidade e colaborando com essa missão de fazer a segurança pública do Estado do Ceará. E hoje chegar ao posto de tenente-coronel é celebrar uma grande conquista, uma vitória”, pontuou a oficial.

 

Elevada ao cargo de major, Iris Oliveira destacou que esperou por mais de uma década para atingir o oficialato superior da PM. “Tenho quase 21 anos de PM, sendo 12 como capitã. É um momento de grande emoção, por ser algo muito esperado e que agora conquistamos. É indescritível. O senso de reparação, de justiça, causa um ânimo, uma motivação em toda a tropa”, afirmou.

 

O agora tenente-coronel Océlio Alves também não escondia a satisfação em subir mais um degrau na carreira militar. O comandante da Área Integrada de Segurança 6 (AIS 6) exaltou a nova etapa da segurança pública no Estado. “Tenho 24 anos de PM e esperei 11 anos, no posto de major, por essa promoção. Agradecemos o empenho de nosso governador, secretário de Segurança e comandantes da PM e do CBM, que batalharam para este momento ser concretizado”, disse o oficial.

 

Dentre os promovidos a subtenente do Corpo de Bombeiros estava Jorge Graça Alcântara Pereira. Em junho deste ano, o militar, destacado na Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), sofreu um acidente e caiu do rapel de uma aeronave em Caucaia, durante atendimento à ocorrência policial. Além de sobreviver à queda, e apesar do politraumatismo nos membros inferiores e superior esquerdo, após passar meses internado, o bombeiro também subiu de patente, para orgulho dos familiares. Ao receber a nova estrela, o militar, que ainda locomove-se com auxílio de cadeira de rodas, chegou a ficar de pé, para comoção dos que o ladeavam. Jorge foi convidado e subiu ao palanque onde estavam as autoridades, sendo saudado com salva de palmas por sua história de superação. “Nossa esperança é que ele vai voltar a andar”, relatou a mulher.

 

Reconhecimento

 

O governador Camilo Santana ressaltou que a promoção em massa corrige um problema histórico no Estado. “”Essa quantidade de promoções ficou reprimida ao longo dos anos. Temos policiais que estão há 15, 20 anos e não conseguiam promoção. Agora atingimos quase a metade da corporação. É um reconhecimento ao trabalho deles, uma forma de estimular o empenho deles. Isso já refletiu nesse ano. Nenhum profissional, de qualquer área, gosta de trabalhar sem ser estimulado, reconhecido. Isso faz com que as pessoas se dediquem mais. É uma área que requer uma atenção especial”, afirmou Santana.

 

As cerimônias de promoção dos policiais e bombeiros em todo o Estado seguem até a próxima semana. Hoje, novamente às 9h, no CEC, em Fortaleza e às 17h na Praça da Matriz, em Crateús; amanhã, às 19h, na Praça da Basílica, em Canindé; na segunda-feira (21), na Praça da Matriz, em Itapipoca; na terça-feira (22), às 9h, no Ginásio Poliesportivo de Juazeiro do Norte e às 18h no Campus da Urca, em Iguatu; e por fim, na quarta-feira (23), às 9h no Colégio Estadual Governador Flávio Marcílio, em Russas, e às 18h na Praça José de Barros, em Quixadá.

 

Diário do Nordeste

Comentários