Assessora da 1ª Dama do Estado, Onélia Leite, é presa pela PF por suspeita de compra de votos no Cariri

Assessora da 1ª Dama do Estado, Onélia Leite, é presa pela PF por suspeita de compra de votos no Cariri

PUBLICIDADE
1 out 2016

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (30), em uma pousada de Juazeiro do Norte, sul do Ceará, três pessoas suspeitas de compra de votos e formação de quadrilha. Uma delas tem um cargo comissionado no gabinete da primeira-dama do Estado, de acordo com o delegado da Polícia Federal, Márcio Borges. A mulher foi encaminhada para um presídio feminino em Juazeiro do Norte e os outros dois estão na cadeia pública de Barbalha.

 

Suspeita foi presa com material de campanha e dinheiro, afirma delegado da Polícia Federal (Foto: Biana Alencar/TV Verdes Mares)

Suspeita foi presa com material de campanha e dinheiro, afirma delegado da Polícia Federal (Foto: Biana Alencar/TV Verdes Mares)

 

Eles portavam envelopes nominais com um total de R$ 47.750 em cédulas de R$ 50 e R$ 100, além de material de campanha do candidato a prefeito em Barbalha, Fernando Santana, segundo o delegado. O homem, que, conforme a polícia entregou o material e o dinheiro para a assessora, e o motorista dele, são os outros dois presos. A assessoria do candidato disse que a coligação do candidato não está envolvida e, por isso, não vai se manifestar.

 

Os três foram flagrados em um hotel em Juazeiro do Norte. “A equipe de agentes os abordou, estando um homem com uma mochila e vários envelopes no seu interior, uma quantidade razoável de dinheiro. A mulher autuada em flagrante também estava portando uma bolsa, onde nela continha também um envelope e dinheiro em espécie”, disse o delegado.

 

O advogado de Ana Kitéria, Luciano Alves Daniel, disse que a cliente está afastada das suas funções de uma empresa terceirizada ao Estado desde o início de setembro de 2016. Em nota, o advogado informou que a quantia de R$ 9.750 encontrada na bolsa da cliente e “em sua mala reserva” eram referentes a despesas pessoais. (vaja abaixo nota na íntegra)

 

A assessoria de comunicação do Governo do Ceará informou que as pessoas presas não estavam a serviço governo. A assessora está de licença não remunerada e o outro, em férias.

 

Ainda segundo o delegado, a abordagem foi feita após denúncias. “As pessoas que foram autuadas em flagrante irão responder por captação ilícita de sufrágio, o artigo 299 do Código Eleitoral, e artigo 288 do Código Penal, formação de quadrilha”, disse Márcio Borges.

 

A Polícia Federal encontrou também com o grupo preso bolas de futebol com a logomarca do Governo do Estado. A PF investiga se o material era distribuído entre eleitores com objetivo de obter votos.

 

Leia nota do advogado na íntegra:

 

“Nota de esclarecimento sobre o fato ocorrido em Juazeiro do Norte no dia 30 de setembro de 2016
1. Ana Kitéria está afastada das suas funções de uma empresa terceirizada ao Estado desde o início de setembro de 2016.
2. Ela foi abordada por policiais federais na recepção de uma pousada onde se encontrava hospedada, em Juazeiro do Norte.
3. Na busca foi encontrada com ela a quantia de R$5.000,00 (cinco mil reais) em sua bolsa pessoal e posteriormente mais R$4.750,00 (quatro mil setecentos e cinquenta reais) na sua mala de reserva.
4. A quantia é referente a gastos pessoais de viagem como hospedagem, alimentação e transporte.
5. Não foi apreendido com ela nenhum material de campanha eleitoral.
6. O material de campanha apreendido encontrava-se em outro veículo e sem nenhum vínculo com o dinheiro apreendido.
7. Não houve em nenhum momento flagrante da compra de votos ou distribuição de brindes.
8. Não havia nenhum eleitor no local.
9. Minha cliente está tranquila, pois confia na justiça”

 

Fonte: G1 CE

Comentários