Aurora: ‘Operação Boiada’ resulta na prisão de duas pessoas e na apreensão de armas de fogo

PUBLICIDADE
17 fev 2017

Uma Operação Policial realizada nesta quinta-feira (16) pela Policia Civil de Aurora resultou na prisão em flagrante de duas pessoas e a na apreensão de duas espingardas calibre 28, pólvora, espoletas e munições.

 

 

Apreensões: Duas espingardas calibre 28, pólvora, espoletas e munições. FOTO: DIVULGAÇÃO / POLÍCIA CIVIL

 

Após ter recebido denúncias anônimas informando da existência de armas de fogo em propriedades do sítio Barro Vermelho, a equipe de investigadores da Polícia Civil de Aurora, efetuaram diligências e conseguiram informações que realmente comprovavam a existência de tais armas no local indicado.

 

Batizada de “Operação Boiada”, a ação policial contou com a participação de cinco policiais civis, grupo este comandado pelo Delegado Dr. Felipe Marinho. As diligências foram feitas após o deferimento por parte do Poder Judiciário de um mandado de busca e apreensão a ser cumprido no sitio Barro Vermelho, na zona rural de Aurora.

 

Na ação policial duas pessoas receberam voz de prisão e foram conduzidas para prestar depoimento na Delegacia Municipal de Polícia Civil para prestarem depoimento e responderem por crime de posse de arma de fogo, previsto no art. 12 do Estatuto do Desarmamento.

 

Segundo o Delegado – Dr. Felipe Marinho, durante o interrogatório os presos se mantiveram em silêncio, comportamento este assegurado pela constituição, portanto, não respondendo as perguntas da autoridade policial.

 

Em razão dos crimes praticados serem afiançáveis, os acusados foram postos em liberdade após o pagamento de fiança, que neste caso, varia de 1 a 100 salários mínimos, podendo ser reduzido o valor a até 2/3 de acordo com as condições econômicas do preso.

 

O Dr. Felipe Marinho, Delegado Titular de Aurora, explicou à reportagem do Portal Aquiconectados que os nomes dos envolvidos estão sendo mantidos em sigilo pelo fato de ainda haver investigação em curso.

Comentários