Câmara aprova doação de terreno para construção de sede de Sindicato; dois vereadores se recusaram a votar

Câmara aprova doação de terreno para construção de sede de Sindicato; dois vereadores se recusaram a votar

PUBLICIDADE
16 ago 2015

Da Redação – Com a presença de nove dos onze edis, a Câmara municipal de Aurora voltou a se reunir ordinariamente neste sábado (15.08). Justificaram as ausências os vereadores: Maria Iracilda, Paulo José e Edísio Leite.

 

Com a presença de nove dos onze edis, a Câmara municipal de Aurora voltou a se reunir ordinariamente neste sábado (15.08).  FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

Com a presença de nove dos onze edis, a Câmara municipal de Aurora voltou a se reunir ordinariamente neste sábado (15.08). FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

 

Na pauta, um projeto do executivo, requerimentos e um debate com o Diretor-Presidente da Universidade Patativa do Assaré, que realizou o Concurso Público para preenchimento de 18 vagas para o cargo de Agente Comunitário de Saúde no município de Aurora.

 

Presidente da Câmara, vereador Chico Henrique.  FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

Presidente da Câmara, vereador Chico Henrique. FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

Deu entrada na Casa e foi colocado em pauta, o Projeto de Lei Nº 027/2015, de autoria do executivo, que autoriza a doação de terreno; ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aurora (SINDSERV), medindo 13m x 13,90m, na Rua Dr. Guedes Martins, no Bairro Araçá.

 

Como o projeto era de simples entendimento e objetivo, o presidente da Casa, o vereador Chico Henrique buscou o entendimento entre situação e oposição para que a matéria passasse, sem a necessidade de tramitar nas comissões.

 

POLÊMICA

 

A proposta não foi aceita por João Aécio que se recusou votar o projeto no momento, em seguida se abstendo de votar no requerimento que dispensava pareceres das comissões. Nem a presença de vários servidores e de toda a diretoria da entidade nas galerias da Câmara foi o suficiente para fazer o vereador João Aécio mudar de ideia.

 

Aécio e Gerismar se abstiveram de votar o Projeto de Lei. FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOSi

Aécio e Gerismar se abstiveram de votar o Projeto de Lei. FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOSi

 

O seu companheiro de partido, Gerismar Pereira também não se importou com as consequências e acompanhou o posicionamento do colega, se abstendo de votar no requerimento apresentado e apoiado por Brasa, Olavo Batista, Erivan Batista, Adrelânio Macedo, Osasco Gonçalves e o presidente Chico Henrique, que acabou permitindo por ampla maioria a votação do projeto.

 

Passado este momento e quando todos esperavam o apoio de Aécio e Gerismar, estes não mudaram de opinião e se recusaram a votar contra ou a favor, ou seja, mais uma vez se abstiveram de votar o projeto, que mesmo assim terminou aprovado.

 

Aécio defendeu seu posicionamento, alegando que só tomou conhecimento da existência do projeto pouco antes da sessão, porém isto acontece frequentemente e projetos mais complexos já receberam o aval tanto dele, quanto de Gerismar.

 

presença de vários servidores e de toda a diretoria da entidade nas galerias da Câmara. FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

presença de vários servidores e de toda a diretoria da entidade nas galerias da Câmara. FOTO: RENATO BRITO / AQUICONECTADOS

 

À reportagem do Portal Aquiconectados a Presidente do SINDSERV, Lucimar Bernardo (Nininha) afirmou que ficou surpresa com a decisão de Aécio e Gerismar e que não esperava aquele posicionamento.

 

Diretor-presidente da Universidade Patativa do Assaré, Dr. Francisco Palácio Leite. FOTO: RWNATO BRITO / AQUICONECTADOS

Diretor-presidente da Universidade Patativa do Assaré, Dr. Francisco Palácio Leite. FOTO: RWNATO BRITO / AQUICONECTADOS

O Diretor-presidente da Universidade Patativa do Assaré, o Dr. Francisco Palácio Leite, compareceu à reunião dirimiu todas as dúvidas sobre o processo que envolve a realização do Concurso público para preenchimento de 18 vagas para o cargo de Agente de Saúde. Dr. Francisco Palácio explicou o passo a passo e reconheceu que em dados momentos falhas foram constatadas ao longo do certame, porém, em momento houve erro e garantiu que todo o processo foi realizado com legitimidade. Quanto questionamentos levantados por candidatos do certame no tocante a pontuações ele se colocou a disposição para fornecer a todo e qualquer candidato cópia do cartão-resposta preenchido e assinado pelo candidato para ele mesmo tire suas dúvidas. Prevalecendo ainda assim alguma dúvida, Dr. Palácio disse que é direito de cada um procurar o Ministério Público.

 

REQUERIMENTOS

 

OSASCO GONÇALVES – requereu o tapamento de um buraco na Rua Cândido Ribeiro Neto, solicitou a convocação de um representante da empresa Metros, responsável pelo trabalho de limpeza pública da cidade, o vereador classificou como ineficiente o trabalho prestado. Em outro requerimento o vereador cobrou das funerárias, a construção de um centro de velórios.

 

CHICO HENRIQUE – solicitou do Poder Público; a mudança de local do lixão do município, próximo ao distrito de Santa Vitória. O vereador justificou a necessidade pelo crescimento do distrito que se aproximou bastante do local. Chico apresentou requerimento também nomeando o largo, por trás da Igreja Matriz, de Josefa Quezado Cavalcante. Todos os requerimentos foram aprovados por unanimidade.

Comentários