Câmara discute a implantação do Programa Municipal de Controle de Natalidade de Cães e Gatos em Aurora

PUBLICIDADE
3 maio 2018

Aconteceu nesta quarta-feira, dia 02 de maio, tendo como local o auditório da Casa da Cultura Moacir Soares Pinto, uma Audiência Pública para discutir a implantação do Programa Municipal de controle de natalidade de cães e gatos do município de Aurora.

 

A Audiência, presidida pelo presidente da Casa, vereador Aderlânio Macêdo, começou por volta das 10:00h da manhã e se estendeu por um bom período do dia. FOTO: RENATO BRITO

 

A Audiência, presidida pelo presidente da Casa, vereador Aderlânio Macêdo, começou por volta das 10:00h da manhã e se estendeu por um bom período do dia, com debates, opiniões, e até momentos acalorados por conta da presença de ativistas, defensores dos animais, ligados a movimentos, como a “Arca do Assis”, que encabeçam essa luta de proteção e cuidados, especialmente em relação à cães e gatos em situações de abandono.

 

Esse assunto é recorrente em Aurora e já foi bastante discutido na Câmara Municipal, mas desta feita, o tema foi apresentado em Audiência Pública, por conta de uma Propositura do vereador Osasco Gonçalves, visando uma solução para a problemática, mas segundo, o que foi colocado na Audiência, o assunto é delicado, porque envolve muitas situações preocupantes, entre  elas, as questões financeira, judicial e política.

 

A Audiência, presidida pelo presidente da Casa, vereador Aderlânio Macêdo, começou por volta das 10:00h da manhã e se estendeu por um bom período do dia. FOTO: RENATO BRITO

 

O Assessor Jurídico da Câmara, Dr. Emanuel Amaral discorreu sobre o assunto e explanou para os presentes; pontos do projeto, que envolvem a conscientização para com o problema, cadastro de proprietários donos de animais, controle da criação e por último, castração.  Acrescentou também que muitas vezes, quando o morador da zona rural vem morar na cidade, vem com ele o animal de estimação e por fim, pela falta de conscientização e preocupação com o animal, acaba o abandonando, fazendo com que a população canina e felina aumente na sede do município e causando vários problemas, onde já sabemos exatamente quais são: doenças, sujeira urbana e maus tratos com os animais irracionais.

 

Médico Veterinário do município, Dr. Gledson Cálio. FOTO: RENATO BRITO

O Médico Veterinário do município, Dr. Gledson Cálio alertou para indisponibilidade financeira, o que impede o município de proceder com tais exigências contidas no projeto. Segundo ele, o projeto é inviável neste momento. O médico veterinário defendeu mais diálogo entre os poderes para que algo seja pensado para posteriormente ser colocado em prática.

 

Marcaram presença na audiência pública, além de populares, os vereadores: Aderlânio Macedo, Osasco Gonçalves, Wellington Rodrigues, Cícero de Nequinho, Tânia Macedo e João Filho. o Procurador Geral do Município de Aurora, Dr. Heliosman esteve representando o prefeito Júnior Macedo. Compareceram ainda, Décio Santana – Assessor Contábil da Prefeitura, Dr. Emanuel Amaral – Assessor Jurídico da Câmara, Dra. Monalisa – Secretária da Saúde, José Dácio – Secretário de Agricultura, Zé Macedo – Secretário de Finanças, Gardênia Gonçalves – Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Eliézio Luis – Coordenador da Vigilância Sanitária, Dr. Gledson Cálio – Médico Veterinário do município, Dra. Tamires – Coordenadora dos Agentes de Endemias, a vereadora de Juazeiro do Norte – Jaqueline Gouveia, dentre outros.

Comentários