Ceará é o 3º estado do país em mortes por dengue

Ceará é o 3º estado do país em mortes por dengue

PUBLICIDADE
6 out 2015

Diário do Nordeste – De acordo com o mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, o Ceará é o terceiro estado com o maior número de mortes por dengue confirmadas. Dos 693 óbitos ocorridos em 2015, 50 aconteceram no Ceará, o que representa cerca de 7% do total. O local foi ultrapassado apenas por São paulo, que concentra 58% dos casos (403 mortes) e Goiás, com cerca de 10% (67 mortes). As estatísticas consideram os registros de 4 de janeiro até o dia 29 de agosto, indicando que o balanço final do ano pode ser maior.

 

Fortaleza é a segunda colocada entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, com 25.807 casos registrados. FOTO: AGÊNCIA BRASIL

Fortaleza é a segunda colocada entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, com 25.807 casos registrados. FOTO: AGÊNCIA BRASIL

Na tabela comparativa de casos prováveis de dengue entre 2014 e 2015, até a Semana Epidemiológica 34 (de janeiro a agosto) foram registrados 62.082 casos no Ceará, número quase 330% maior que em 2014, quando houveram 18.630 ocorrências, sendo o estado da região Nordeste com números mais expressivos em ambos os anos.

Municípios cearenses também se destacam entre as cidades com as maiores incidências de casos prováveis de dengue no mesmo período 2015, conforme o número de habitantes.Alcântaras e Varjota estão em segundo e terceiro lugares na classificação dos municípios com menos de 100 mil habitantes, com 765 e 600 casos acumulados, respectivamente.

Já Fortaleza é a segunda colocada entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, com 25.807 casos registrados e incidência acumulada de 1.003,4 ocorrências para cada 100 mil pessoas.

Em termos nacionais, 2015 registra novo recorde de vítimas da doença, sendo o número mais alto desde 2013, quando houveram 674 óbitos, em relação aos 693 atuais. Em relação ao ano passado, quando 407 pessoas morreram, houve aumento de 70%. No total, neste ano, foram notificados 1.416.179 casos de dengue no país, incluindo todas as classificações.

No mesmo período analisado pelo boletim, a região Sudeste registrou o maior número de casos prováveis (910.409 casos; 64,29%), seguida das regiões Nordeste (254.896 casos; 18,0%), Centro-Oeste (171.420 casos; 12,10%), Sul (52.232 casos; 3,69%) e Norte (27.222 casos; 1,92%). Apenas quatro Estados não registraram nenhuma morte: Acre, Santa Catarina, Roraima e Sergipe.

Ações

Diversas atividades vêm sendo desenvolvidas pelo Ministério da Saúde para o controle e combate da dengue. Desde dezembro de 2014, um repasse adicional de mais de R$ 150 milhões está sendo repassado a todas as Secretarias Estaduais e Municipais do país para reforço das atividades de vigilância, prevenção e controle da dengue e da febre de chikungunya em 2015.

Além disso, o órgão federal também vem efetuando a distribuição de insumos estratégicos, como inseticidas e kits para diagnóstico; faz visitas técnicas para assessorar as Unidades da Federação na elaboração dos planos de contingência de dengue e febre de chikungunya e vem realizando reuniões macrorregionais para revisão dos planos de contingência e atualização das medidas de vigilância, controle e organização da assistência.

Comentários