Com gols de Ricardinho e Bill, Ceará vence América-RN, mas permanece fora do G-4

Com gols de Ricardinho e Bill, Ceará vence América-RN, mas permanece fora do G-4

PUBLICIDADE
24 set 2014
Bill deu números finais ao confronto. (Foto: Fábio Lima)

Bill deu números finais ao confronto. (Foto: Fábio Lima)

A maldição dos pênaltis perdidos parece ter dado uma trégua ao Ceará. Por meio de uma penalidade máxima convertida por Ricardinho, o Vovô abriu o placar contra o América-RN na noite desta terça-feira (23) na Arena Castelão e deu fim à sequência de três partidas sem vitória.

 

Com o resultado, em razão do empate do Vasco sobre o Sampaio Corrêa em São Luís, Ceará não entra para o G-4. O Vovô segue na 5ª posição. Com 43 pontos, o Alvinegro está a um ponto do quarto colocado.

 

Agora, o Ceará tem dois desafios fora de casa para tentar o retorno ao G-4. No sábado, às 16h 10min, os comandados de Sérgio Soares vão ao Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, encarar a vice-líder Ponte Preta, que coleciona quatro vitórias consecutivas. Na rodada seguinte, o time de Porangabuçu duela com o Vila Nova, em Goiânia.

 

O jogo

 

O Ceará iniciou a partida tentando propor o jogo. Porém, o América soube pressionar a saída de bola alvinegra, neutralizando as investidas do Vovô. Aos poucos, o Ceará conseguia furar o bloqueio potiguar e criar chances de perigo. Aos 29, Nikão foi derrubado por Jean Carlos na área e o pênalti foi assinalado.

 

Na cobrança, após sete cobranças de pênalti desperdiçadas no ano, nada do artilheiro Magno Alves bater. Ricardinho foi para a bola e, com categoria, soube tirar do goleiro Andrey para abrir o placar. A vantagem do Vovô no placar se tornou também numérica após o segundo cartão amarelo recebido pelo volante Tiago Dutra.

 

Na segunda etapa, o Ceará tentou se valer da expulsão do jogador americano para tentar ampliar a vantagem. No entanto, mais uma vez esbarrou na retranca do América-RN, que, de quebra, assustava nos contra-ataques.

 

Quando os quase nove mil presentes na Arena Castelão já sentiam a apreensão com um possível empate, Bill recebeu livre na frente e com calma, encobriu o goleiro Andrey para marcar o segundo e fazer o torcedor alvinegro respirar mais aliviado.

 

 O Povo / Esportes

Comentários