Conta de energia residencial no Ceará vai cair 0,33%

PUBLICIDADE
18 abr 2017

Para a indústria, haverá aumento de 1,44%. Os novos valores foram definidos nesta terça-feira, 18, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta terça-feira, 18, em Brasília, o reajuste tarifário da Enel Distribuição Ceará (ex-Coelce) para 2017. Para os consumidores residenciais (baixa tensão), haverá redução de 0,33% e para as indústrias (alta tensão), um aumento de 1,44%, a partir deste sábado, dia 22 de abril. O reajuste médio é de 0,15%.

 

A Enel tem mais de 3,4 milhões de unidades consumidoras em todos os 184 municípios do Estado. A média do reajuste das tarifas de baixa tensão, que inclui além dos consumidores residenciais, também os da área rural, será de -0,39%. O que mais impactou para variação negativa do reajuste este ano foi a redução de 1,06% dos encargos setoriais e a retirada de 6,31% em componentes financeiros que foram cobrados nos últimos 12 meses.

 

No período, os custos de transmissão subiram 3,23% e a compra de energia 0,11%. Em 2016, o aumento médio estipulado pela agência foi de 12,97%, sendo de 13,64% para clientes residenciais e de 11,51% para os consumidores de alta tensão.

 

Fonte: O Povo Online

Comentários