Debate: Mauro defende Dilma; Tasso diz que governista poderia ser “garoto propaganda do PT”

PUBLICIDADE
1 set 2014
Postulantes ao Senado Raquel Dias, Geovana Cartaxo, Tasso Jereissati e Mauro Filho. (Foto: Sara Maia / O Povo)

Postulantes ao Senado Raquel Dias, Geovana Cartaxo, Tasso Jereissati e Mauro Filho. (Foto: Sara Maia / O Povo)

O Grupo de Comunicação O POVO realizou, neste domingo, 31, a temporada de debates entre os candidatos ao Senado nas eleições de 2014. Geovana Cartaxo (PSB), Mauro Filho (Pros), Raquel Dias (PSTU) e Tasso Jereissati (PSDB) foram sabatinados pelos adversários no centro do cenário, cada um em um bloco, em ordem de distribuição que foi definida através de sorteio no começo do programa. Um dos principais destaques foi o embate entre Tasso e Mauro Filho sobre os atuais governos estadual e federal.

 

No primeiro bloco, com Mauro no centro da roda, tucano, ex-aliado de Mauro, afirmou que as exportações no Ceará estão estagnadas e disse que a política do Governo Federal que Mauro defende é “prejudicial para o Ceará”. Na tréplica, Mauro discordou e ressaltou que o Ceará tem a primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do País e destacou ações do governo de Cid Gomes para fazer o Ceará alavancar no patamar de exportações.

 

No último bloco, quando Tasso estava no centro do debate, a condução econômica do governo do PT voltou a ser atacada. Na sua vez de perguntar, Mauro Filho indagou Tasso sobre o porquê de ele ser contra a presidente Dilma Rousseff (PT). “Não sou contra ninguém, sou contra atual governo do PT, que está levando o País à bancarrota”, disse Tasso.

 

Mauro defendeu que o governo foi voltado para a inclusão dos trabalhadores e preservou direitos dessa parcela. “Infelizmente os publicitários da presidente Dilma ainda não lhe viram falando, porque seria contratado para ser garoto propaganda do programa do PT”, ironizou Tasso.

 

Raquel Dias
A candidata do PSTU ao Senado, Raquel Dias, criticou o modelo de grandes obras do governo Cid Gomes (Pros), questionou o projeto de escolas profissionalizantes do Estado e criticou o projeto de transposição do rio São Francisco, do Governo Federal. Ela foi a segunda candidata a ficar no centro do debate realizado neste domingo pelo Grupo de Comunicação O POVO.

 

Geovana Cartaxo
A candidata do PSB para o Senado, Geovana Cartaxo, foi a terceira a ser questionada no centro do debate. A primeira pergunta, feita pela produção tratou sobre desenvolvimento econômico. Ela foi questionada sobre a postura que sua bancada do PSB adotaria em relação a obras como siderúrgicas, transposição do Rio São Francisco, Porto do Pecém, dentre outras que são comumente combatidas por ambientalistas.

 

Em resposta à pergunta de Raquel Dias sobre possíveis aproximações com partidos opositores ao PSB, como PR e PSDB, Geovana adotou discurso semelhante ao da candidata à presidência da República, Marina Silva, para falar sobre diálogos “para o bem do Brasil”.

 

O Povo

Comentários