Estudo aponta três cidades cearenses entre as 30 mais violentas do País

PUBLICIDADE
5 jun 2017

Estudo realizado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra números da violência no país ( FOTO: Arquivo/DN )

A taxa de homicídios do Ceará cresceu 122,8% no Ceará de 2005 a 2015, segundo dados divulgados, nesta segunda-feira (5), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). O estudo listou Maracanaú (6º), Fortaleza (13º) e Caucaia (27º) entre as 30 cidades mais violentas do País.

 

O Atlas analisou dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo de 2005 a 2015, e utilizou também informações dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do FBSP.

 

Para listar os 30 municípios potencialmente mais violentos do Brasil em 2015, o estudo considerou as mortes por agressão (homicídio) e as mortes violentas por causa indeterminada (MVCI).

 

A capital cearense e São Luís, no Maranhão, são as únicas capitais brasileiras presentes nesta lista.

 

Conforme o estudo do Ipea intitulado Atlas da Violência 2017, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes no Ceará em 2005 era de 21%. Já em 2015, chegou a 46,7%. No Brasil, o Ceará fica atrás somente do Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão e Tocantins. Os estados que apresentaram crescimento superior a 100% nas taxas de homicídio no período analisado estão localizados nas regiões Norte e Nordeste.

 

Em relação ao número absoluto de assassinatos, o Ceará somou 32.191 na década 2005-2015, o que representa um crescimento de 145%. No somatório de homicídios, no Nordeste o estado fica atrá somente da Bahia (55.401) e Pernambuco (42.368). No geral, São Paulo lidera com 72.667.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários