Evento promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aurora discutiu prevenção de incêndios florestais

Evento promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aurora discutiu prevenção de incêndios florestais

PUBLICIDADE
8 dez 2018

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aurora (STRA) reuniu nesta sexta-feira (07), criadores de animais, agricultores e proprietários de terras para um momento de conscientização, com vistas aos últimos acontecimentos registrados no município em se tratando de queimadas desordenadas, que até o mês de novembro deste ano devastou grandes áreas de mata nativa e propriedades agrícolas, ocasionando grande prejuízo a fauna e a flora, colocando Aurora no topo da lista dos municípios cearenses que concentraram incêndios florestais no ano.

 

O Tenente Sócrates do Corpo de Bombeiros (CB) do Crato falou acerca das operações realizadas no município. FOTO: RENATO BRITO

 

O encontro para discutir o tema e alertar a população aconteceu no salão da Cooperativa do distrito de Santa Vitória, a cerca de 19km da sede de Aurora.

 

Participaram do evento, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aurora, como o vice-presidente Expedito Fernandes, Joselí, Dr. Sebastião Rangel, que é Assessor Jurídico do Sindicato e Procurador da Prefeitura, o Tenente Sócrates do Corpo de Bombeiros da cidade do Crato, o Secretário de Agricultura, Desenvolvimento Econômico, Recursos Hídricos e Meio Ambiente – Zé Dácio de Souza e o Defensor Público da Comarca de Aurora – Dr. Francisco Torres.

 

Veja a galeria de fotos:

 

Evento promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aurora discutiu prevenção de incêndios florestais

 

Dr. Sebastião Rangel destacou a severidade das queimadas, o que provocou grande prejuízo do ponto de vista ambiental. “Devemos tirar uma lição de tudo isso que ocorreu”, afirmou Dr. Sebastião. Segundo ele, foram 11 registros de incêndios contabilizados no município.

 

O Tenente Sócrates do Corpo de Bombeiros (CB) do Crato falou acerca das operações realizadas no município e elencou as prioridades em situações onde ocorram incêndios florestais com a intensidade em que aconteceu em Aurora. Segundo o Tenente, a proteção primária sempre será as pessoas. O Tenente Sócrates destacou ainda a necessidade de a comunidade se unir nessas situações e procurar oferecer o primeiro combate ao foco de incêndio, antecedendo a chegada do Corpo de Bombeiros, evitando assim que as chamas se alastrem com maior rapidez. Ele lembrou também, que as brocas devem ter autorização de órgãos ambientais e que os agricultores precisam ter cuidado na hora de atear fogo.

 

O Tenente aproveitou também para agradecer o grande apoio dado pela prefeitura, em forma de logística e com a disponibilização de seu maquinário ajudar a resolver a situação naquele momento. Sócrates também agradeceu ao apoio do vereador Cícero de Nequinho e por fim ao apoio da população.

 

O Secretário Zé Dácio alertou para eu aja união das pessoas caso seja registrado um foco de incêndio. “Em algumas ocasiões faltou o primeiro combate por parte da população, o que piorou o quadro”, disse ele. Para Zé Dácio, algumas práticas agrícolas devem ser repensadas. O secretário que responde também pelo meio ambiente alertou para práticas agressivas ora praticadas, como: uso de agrotóxicos, desmatamento, entre outras.

 

O representante da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará em respondência por Aurora, Dr. Francisco Torres detalhou algumas orientações jurídicas. Segundo Dr. Torres, a lei precisa ser cumprida para que a ordem seja estabelecida. Como aurorense e presente frequentemente no município o Defensor Público lamentou o que aconteceu em Aurora em termos de queimadas, o que representou um prejuízo incalculável.

 

Estava prevista no evento a participação do delegado de polícia civil de Aurora, Dr. Paulo Hernesto, porém, em razão de alguns contratempos ligados a sua função não foi possível sua presença.

Comentários