Farmácia é assaltada no centro de Aurora e minutos depois a Polícia prende o acusado; quando este fazia compras

PUBLICIDADE
28 ago 2015

A Farmácia Coração de Jesus, localizada na Avenida Santos Dummont, bem no centro da cidade de Aurora; foi assaltada em plena luz do dia, por volta das 15h desta quinta-feira (27.08).

 

Pouco mais de R$ 300 foi o valor levado do estabelecimento comercial pelo assaltante.

Pouco mais de R$ 300 foi o valor levado do estabelecimento comercial pelo assaltante.

 

Segundo as informações da Polícia Militar de Aurora; o assalto foi praticado por Cícero Maciel Alves da Silva, conhecido por Maciel Tananais; 22 anos, que sozinho, ao adentrar o estabelecimento comercial se dirigiu a atendente e anunciou o assalto colocando a mão por baixo na camisa, simulando possuir uma arma e obrigando a funcionária a permanecer calada e repassar toda a quantia existente no caixa da farmácia.

 

Pouco mais de R$ 300 foi o valor levado do estabelecimento comercial pelo assaltante. No momento da abordagem o acusado estava com a quantia de R$ 275, um boné e uma sandália, provavelmente adquiridos com o dinheiro do assalto. A Polícia encontrou com ele também uma pedra, que provavelmente foi utilizada para simular a arma, por baixo da camisa.

 

Após subtrair todo o dinheiro, ele saiu do estabelecimento como se nada tivesse ocorrido. Acionada, a Polícia Militar, sob o comando do Subtenente Rosival Roseno, com o apoio dos soldados: Calheiros, Patrik e Albérito localizaram o autor do delito a poucos metros dalí, na Rua Coronel Xavier, quando este já efetuava em uma loja a compra de roupas com o dinheiro oriundo do roubo, no intuito de alterar suas características para dificultar sua identificação e despistar a polícia. Os policiais o abordaram e em seguida o levaram até a farmácia para confrontar com as imagens das câmeras de segurança, constatando a veracidade. Ele ainda desmentiu os policiais dizendo que não se tratava dele.Em seguida o acusado foi levado até a Delegacia da Polícia Civil de Brejo Santo para lavrar o flagrante.

 

Cícero Maciel Alves da Silva já possui outras passagens pela Polícia e a bem pouco tempo se encontrava detido. Ele será enquadrado no artigo 157, do Código Penal Brasileiro e poderá pegar uma pena que varia de de quatro a dez anos de reclusão.

Comentários