Festa de Santo Antônio de Barbalha é suspensa após morte em cortejo do Pau da Bandeira

Festa de Santo Antônio de Barbalha é suspensa após morte em cortejo do Pau da Bandeira

PUBLICIDADE
1 jun 2015

15:27h.

A suspensão ocorreu devido ao luto de três dias decretado pela morte de Cícero Ricardo, um dos organizadores do cortejo do Pau da Bandeira de Santo Antônio. FOTO: DIÁRIO DO CARIRI

A suspensão ocorreu devido ao luto de três dias decretado pela morte de Cícero Ricardo, um dos organizadores do cortejo do Pau da Bandeira de Santo Antônio. FOTO: DIÁRIO DO CARIRI

 

A programação da festa de Santo Antônio de Barbalha, a 575 km de Fortaleza, foi suspensa durante dois dias após a morte de um homem enquanto carregava o “Pau da Bandeira de Santo Antônio”, na noite deste domingo (31). De acordo com o secretário de cultura de cultura do município, Antônio de Luna, o festival de quadrilhas e outras atividades culturais serão retomadas na quarta-feira (3).

 

A suspensão ocorreu devido ao luto de três dias decretado pela morte de Cícero Ricardo, um dos organizadores do cortejo do Pau da Bandeira de Santo Antônio. De acordo com os organizadores e amigos da vítima, o tronco escapou das mãos das pessoas que o carregavam e bateu na cabeça de “Careca”, como era conhecido. De acordo com a Polícia Militar, o acidente aconteceu perto do fim do cortejo, na Rua da Matriz.

 

Cícero Ricardo trabalhava como porteiro da emergência do Hospital São Vicente. A Polícia Civil vai instaurar um inquérito para descobrir mais detalhes sobre o acidente. Segundo os organizadores, o Pau da Bandeira de Santo Antônio, um tronco de angico, mede 23 metros e pesa cerca de duas toneladas, o mais pesados das últimas edições do evento.

 

O evento é um das manifestações católicas mais tradicionais do Ceará e reúne cerca de 300 mil fiéis todos os anos, de acordo com a Prefeitura de Barbalha.

 

Tombamento

 

O cortejo do Pau da Bandeira é um dos pontos altos da festa de Santo Antônio, conhecido como o ”santo casamenteiro”. Realizada oficialmente há 87 anos, a Festa do Pau da Bandeira é patrimônio material brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A festa foi oficializada em 1928 em homenagem ao padroeiro da Cidade, Santo Antônio. Segundo historiadores, a devoção pelo santo é anterior à fundação de Barbalha, há cerca de 300 anos, mantida pelos moradores da região.

 

Segundo a tradição, no primeiro dia Festa, às 5h, os devotos vão a um sítio no pé da serra do Araripe, a 6 quilômetors da igreja matriz, e carregam o tronco nos ombros para ser erguido em frente à igreja com a bandeira de Santo Antônio. Centenas de homens são necessários para a retirada e transporte do mastro de madeira. Na tradição, a mulher que tocar no pau da bandeira ou beber chá da casca do tronco conseguirá um companheiro em até um ano.

 

G1 CEARÁ

Comentários