Fora da Copa, Silvio Luiz zera volume da TV e esconde narrador

PUBLICIDADE
12 jun 2014
Silvio Luiz no Programa Silvio Santos; narrador perdeu décima Copa por reclamar de cadeira quebrada. (Foto: ROBERTO NEMANIS/SBT)

Silvio Luiz no Programa Silvio Santos; narrador perdeu décima Copa por reclamar de cadeira quebrada. (Foto: ROBERTO NEMANIS/SBT)

Fora da Copa do Mundo no Brasil, o experiente narrador Silvio Luiz, 79 anos, acompanhará o jogo de abertura, entre Brasil e Croácia, em sua casa, nesta quinta-feira (12). Diplomático, ele não revela qual canal irá assistir, dentre os cinco que transmitirão o Mundial (Globo, Band, Sportv, ESPN e Fox Sports), e diz que prefere até abaixar o volume da TV para não eleger seu locutor favorito.

“Sou amigo de todo mundo. Vou me preocupar muito mais com a imagem que vai ser mostrada. Quem tiver mais detalhes, fico ali. Posso até abaixar o som, mas não vou dizer qual narrador vou ver. Aí não brigo com ninguém”, desconversa Silvio Luiz.

O narrador admite que já não tinha esperanças de narrar a Copa do Mundo no Brasil por ser contratado da Rede TV!, que não tem os direitos de transmissão do evento esportivo. O canal pago Fox Sports chegou a convidá-lo, porém a emissora aberta vetou sua participação.

“Claro que sim [gostaria de narrar]. Na realidade, esperar eu não esperava, porque estou em uma empresa que não tem os direitos. Mas depois veio o convite e, infelizmente, não consegui a minha décima Copa”, diz, resignado.

Com nove Copas no currículo (a primeira foi em 1962, como repórter), Silvio Luiz lamenta ter deixado escapar a décima em 2010, quando trabalhava no BandSports. A duas semanas de viajar para a África do Sul, o narrador foi barrado pela direção do canal pago por ter reclamado publicamente das cadeiras do estúdio. Revoltado, ele pediu demissão.

“A décima Copa não foi no BandSports porque eles me tiraram da viagem 15 dias antes. Eu reclamei muito de umas cadeiras quebradas no estúdio. Reclamei tanto, e ninguém tomava providências. Aí peguei a cadeira e botei no Twitter. Os caras viram e disseram que eu não iria para a África [do Sul], que eu ia fazer a Copa daqui. Falei: ‘Daqui eu não faço!’, pedi as contas e fui embora”, relembra.

Embora tenha perdido a chance de ir ao seu décimo Mundial, Silvio Luiz não se arrepende de ter reclamado no Twitter. Magoado, afirma que jamais voltará ao BandSports, onde comandou a primeira transmissão do canal pago, em 2002, e narrou sua última Copa, em 2006: “Nem que me chamassem. Deus me livre. Eles é que devem estar arrependidos”.

Comentários