Greve de servidores da Adagri ameaça a campanha de vacinação contra a febre aftosa no Ceará

PUBLICIDADE
3 maio 2016

aftosaEstão em greve os funcionários da Agência de Defesa da Agropecuária do Ceará (Adagri).

 

Eles reivindicam melhores condições salariais e de trabalho.

 

É uma greve que ameaça a agropecuária do Ceará, porque, sem a ação da fiscalização dos técnicos da Adagri não poderá ser realizada, neste ano, a campanha de vacinação contra a febre aftosa, cuja primeira etapa está prevista para este mês de maio.

 

Está ameaçada, também, a produção e a exportação de frutas do Ceará, incluindo a banana, que é uma cultura permanente e que manda para a Europa, semanalmente, vários contêineres carregados de banana nanica.

 

Segundo os líderes da greve, o Governo do Estado “fez ouvido de mercador” às suas rei vindicações, esquecendo a promessa feita – no início do ano pasdado – segundo a qual eles seriam recompensados se o Ceará retomasse o “status” de Zona Livre de Aftosa com Vacinação.

 

Isso foi alcançado e o Ceará recebeu elogio internacional.

 

Agora, com a greve dos funcionários da Adagri – incluindo os seus fiscais agropecuários – o Ceará corre o risco de, outra vez, perder a condição de zona livre de aftosa.

 

Blog do Egídio Serpa/Diário do Nordeste

Comentários