Greve? Jogadores do Icasa poderão não entrar em campo contra o Vasco

PUBLICIDADE
18 ago 2014
Ideia do Safece é seguir exemplo dos jogadores do Barueri (Foto: Divulgação)

Ideia do Safece é seguir exemplo dos jogadores do Barueri (Foto: Divulgação)

O Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Ceará (Safece) deverá se reunir na próxima quarta-feira com jogadores do Icasa. O objetivo do encontro é o de propor que os atletas icasianos não entrem em campo no jogo da próxima sexta-feira (22), contra o Vasco no Romeirão.

 

A ideia é seguir o exemplo dos jogadores do Grêmio Barueri que, na sexta-feira 15 de agosto, se negaram a entrar em campo pelo Brasileiro Série D pelo em protesto contra salários atrasados.

 

Em  nota oficial em seu site, o Safece, promete irrestrito apoio aos atletas icasianos afirmando já ter entrado em contato com o clube para resolver a situação. Há três meses eles não recebem salários, completados na semana passada. Veja a nota:

 

Cumprindo o papel de defensor da classe de atletas de futebol do estado do Ceará, o Safece vem a público ratificar o apoio à legítima reivindicação do elenco do Icasa com relação ao pagamento dos salários em atraso.

 

Diante do atraso superior a dois meses, o sindicato entrou em contato com o André Turatto, coordenador de futebol, e membros da diretoria do clube cobrando providências e fará uma denúncia junto à DRT (Delegacia Regional do Trabalho).

 

Além dessas iniciativas, a entidade – que preza pela manutenção dos direitos do jogadores – vai propor que o grupo não entre em campo contra o Vasco da Gama, caso o problema não seja solucionado.

 

O Icasa figura atualmente na 14ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro da Série B. A equipe vai a campo neste sábado para enfrentar o América/RN, no Romeirão, em jogo válido pela 16ª rodada.

 

Agência Miséria

Comentários