Homem é morto a tiros e sua mãe sai baleada na zona rural de Aurora

PUBLICIDADE
14 jul 2014
Rabecão foi apanhar o corpo de Josean no Sítio Logradouro (Foto: Agência Miséria)

Rabecão foi apanhar o corpo de Josean no Sítio Logradouro (Foto: Agência Miséria)

Mistério no assassinato de um homem por volta das 14 horas desta sexta-feira na zona rural de Aurora em cuja execução a mãe da vítima saiu baleada. Moradores do Sítio Logradouro avisaram à polícia sobre estampidos de arma de fogo no interior de uma casa e a patrulha foi até o local. No imóvel, se deparou com a viúva Francisca Francinete de França, de 65 anos, lesionada a tiros no braço direito e nas costas, e seu filho Josean Lira de França, de 34 anos, que trabalhava como motorista, morto.

 

Ela disse à polícia que estava com o mesmo no alpendre quando chegaram dois homens em uma moto de cor preta perguntando se ali era a casa de Helena. A mulher disse que não e, de imediato, o garupeiro já foi descendo da moto com arma em punho e efetuou vários disparos contra Josean que teve morte imediata. Francinete tentou intervir no sentido salvar o filho e saiu baleada. Ela garantiu que ele não tinha inimizades e, por enquanto, o caso está envolto em mistério.

 

Trata-se do segundo homicídio do ano em Aurora. O anterior foi no dia 8 de maio quando o aposentado José Sebastião Filho, de 65 anos, que residia no Sítio Mufumbo, foi assassinado num crime de latrocínio. Ele estava na roça com um sobrinho quando decidiu ir embora reclamando de cansaço. Momentos depois, o rapaz ouviu estampidos de arma de fogo e saiu na direção do barulho para ver o que se tratava encontrando o corpo do tio caído sobre uma enorme poça de sangue.

Agência Miséria

Comentários