Levantamento mostra que 38 trabalhadores são acidentados por dia no Ceará

Levantamento mostra que 38 trabalhadores são acidentados por dia no Ceará

PUBLICIDADE
24 abr 2015
A construção civil é um dos setores responsáveis pelos maiores índices de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.  FOTO: KIKO SILVA

A construção civil é um dos setores responsáveis pelos maiores índices de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.
FOTO: KIKO SILVA

Nos últimos três anos, foram registrados 40 mil acidentes de trabalho no Ceará. Somente em 2013, houve 13,8 mil dessas ocorrências no Estado, o que dá uma média de 38 trabalhadores acidentados por dia. Os números fazem parte do último levantamento realizado pelo Ministério da Previdência Social.

 

De acordo com os dados da Previdência Social, 68 trabalhadores cearenses morreram no ambiente de trabalho em 2013 e 296 ficaram incapacitados permanentemente para exercer suas atividades. O Estado aparece em 12º no ranking nacional de acidentes de trabalho e em terceiro no Norte e Nordeste, perdendo apenas para Pernambuco e Bahia.

 

“Esses números não representam a realidade, porque metade dos acidentes de trabalho que ocorrem no País não são comunicados à Previdência”, ressalta o juiz do Trabalho Carlos Alberto Rebonatto. A falta da comunicação ao órgão, segundo o magistrado, pode privar o trabalhador de vários benefícios, como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou auxílio-acidente.

 

Brasil

 

No Brasil, foram registrados 718 mil acidentes de trabalho com 2.737 mortes. 14.837 trabalhadores ficaram incapacitados de forma permanente. A construção civil ainda é um dos setores da economia responsáveis pelos maiores índices de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. 61.800 trabalhadores sofreram algum tipo de acidente nos canteiros de obras durante o ano de 2013.

 

Prevenção

 

Na próxima terça-feira, o Tribunal Regional do Trabalho do Ceará e mais 40 instituições públicas e privadas, responsáveis pela promoção de políticas para redução dos acidentes, irão realizar várias atividades para marcar o Dia da Segurança e Saúde no Trabalho.

 

Estão previstos atos públicos, distribuição de material educativo e visitas a grandes empresas e canteiros de obras. O dia ainda será marcado por sessões solenes na Assembleia Legislativa do Ceará e na Câmara de Vereadores de Fortaleza.

 

Diário do Nordeste

Comentários