Lula é o padrinho da aliança do governador Camilo Santana com o senador Eunício Oliveira

PUBLICIDADE
5 dez 2017

FOTO: DOUGLAS MAGNO/AFP

No sábado, a direção do PT e o vereador Guilherme Sampaio, mandaram correspondências para os jornais e alguns jornalistas dando conta de uma reunião da direção estadual do partido, naquele dias, em que foi aprovada mais uma resolução sobre as eleições do próximo ano.

 

As duas notas eram para afirmar que o partido no Ceará quer ter um candidato ao Senado na coligação do governador Camilo Santana, além de afirmar que não fará coligação na disputa proporcional para deputado estadual.

 

O ex-presidente Lula, quando esteve no Ceará, recentemente, mais precisamente em Quixadá, conversou com o governador Camilo Santana sobre a aliança com o senador Eunício Oliveira. Uma parte da conversa foi ouvida pelos petistas Ilário Marques, prefeito do Município de Quixadá, e o deputado federal José Guimarães. Uma terceira pessoa que ouviu a mesma conversa foi o deputado estadual Osmar Baquit (PSD), apresentado ao ex-presidente como aliado e amigo do governador.

 

A conversa se deu dentro de um carro. O governador Camilo Santana estava dirigindo o veículo com Lula ao lado. O deputado José Guimarães ficou atrás do Lula, Osmar Baquit ao centro, e Ilário Marques atrás do governador, ouviram tudo calado.

 

Quando Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio tiveram a primeira conversa com Eunício já estava “o meio de campo estruturado”. O deputado federal Aníbal Gomes e o ex-deputado Pinheiro Landim foram os intermediários da primeira conversa ao acertarem o encontro de Camilo, Roberto Cláudio e Eunício, reservadamente, tendo como tema central as ações do senador para destravar projetos de interesse do Ceará junto ao Governo Federal.

 

Leia a nota do PT distribuída no sábado:

 

PT Ceará aprova resolução sobre eleições 2018

 

Durante reunião do diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores do Ceará neste sábado, 2 de dezembro, foi definido como será a atuação do partido nas eleições em 2018.

 

Foi definido que o PT Ceará terá chapa própria de candidatos(as) a deputado(a) estadual para as eleições de 2018, com o objetivo de estimular suas lideranças nas diversas regiões do estado a se candidatarem, num esforço coletivo de afirmação do protagonismo do PT na sustentação e defesa do futuro governo Lula e do próximo governo Camilo, explica a resolução.

 

Em âmbito Federal, o alinhamento de coligação, ou não, será feito em parceria com a direção nacional, bem como discussão com os atuais parlamentares e pré-candidatos.

 

Para o Senado o PT reivindicará a manutenção de sua vaga.

 

Atualmente, o PT Ceará possui um senador, um governador, 3 deputados Federais e 4 deputados Estaduais.

 

Otimista

 

A nota do vereador Guilherme Sampaio vai no mesmo tom, embora mais enfática com relação a questão da senatória, e muito otimista quanto à perspectiva de eleição da bancada estadual do partido. Ele admite que cinco petistas serão eleitos para a Assembleia Legislativa

 

Blog do Edson Silva

Comentários