Mãe dispara tiro e mata próprio filho no Ceará

Mãe dispara tiro e mata próprio filho no Ceará

PUBLICIDADE
30 jan 2017

A criança chegou a ser socorrida no ‘Frotinha da Parangaba’. A PM prendeu a suspeita, que foi levada à DHPP e autuada por homicídio ( Foto: Helene Santos )

Uma mulher foi presa na manhã de ontem, após matar o próprio filho com um tiro, no bairro Itaoca. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE), a autora dos disparos é Elisabeth Dourado da Silva, 31, que aparentava estar sob o efeito de drogas quando o crime aconteceu.

 

A suspeita foi presa na Rua Thomas Edson, no bairro Parangaba, e conduzida para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi autuada em flagrante por homicídio. O filho, Iarley Dourado Ferreira, tinha 11 anos.

 

Depois que foi atingido pelo disparo, o garoto ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Distrital Maria José Barroso de Oliveira, o ‘Frotinha da Parangaba’, mas morreu. A arma usada no crime foi apreendida.

 

Investigações

 

Elizabeth Silva foi ouvida pela equipe da DHPP, mas não quis revelar porque tinha a arma em casa e nem porque fez uso, quando estava com o filho. “Ela afirma que o disparo foi involuntário, acidental, mas não quer dizer porque tinha arma”, afirmou um investigador da Polícia Civil, que preferiu não se identificar.

 

Testemunhas revelaram à PM no momento do atendimento à ocorrência, que Iarley Ferreira não concordava com a condição de dependente química da mãe e já havia discutido com ela, quando percebia que Elizabeth tinha feito uso de alguma substância entorpecente. Nesta manhã teria ocorrido um novo desentendimento entre eles.

 

“As testemunhas disseram aos PMs que a mulher chegou em casa sob efeito de drogas e o filho reclamou e disse que ela ‘saísse dessa vida’. Teria adotado um tom enfático que a mãe não gostou. Ela disse que iria resolver logo isso e, logo após efetuou o disparo que matou o menino”, afirmou o investigador.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários