Mais um fim de semana sangrento no Ceará deixa 47 pessoas assassinadas

PUBLICIDADE
15 maio 2017

Vários homicídios ocorreram na Capital em decorrência da guerra entre duas facções

Balanço parcial das ocorrências policiais registradas no fim de semana aponta que, ao menos, 47 pessoas foram assassinadas em todo o estado. Fortaleza apresentou o maior número de crimes de morte no intervalo entre sexta-feira (12) e a madrugada de hoje (15). Foram 23 homicídios.

 

Os 23 casos de homicídio na Capital ocorreram nos seguintes bairros: Granja Lisboa, Cristo Redentor (2), Passaré (2), Barroso, Sapiranga-Coité, Antônio Bezerra, Planalto Ayrton Senna, Pici (3), Álvaro Weyne (2), Parque São José (3), Praia de Iracema, Vila Manuel Sátiro, Barra do Ceará (2), Castelo Encantado e Damas.

 

Na Região Metropolitana de Fortaleza foram 10 homicídios nos seguintes Municípios: Guaiúba (2), Maranguape, Itaitinga, Caucaia (2), Eusébio (2), Pacajus e um latrocínio em Chorozinho.

 

No Interior Norte, foram registrados somente quatro casos de homicídios no fim de semana, nos seguintes Municípios: Granja, Itapiúna, Santa Quitéria e Choró.

 

No Interior Sul, foram seis assassinados nos Municípios de Morada Nova, Araripe, Limoeiro do Norte, Crato, Juazeiro do Norte e Beberibe.

 

Linchamento

 

Entre os 23 assassinatos registrados pela Polícia em Fortaleza um deles foi um linchamento ocorrido na noite de sábado (13) na Praia de Iracema., Um adolescente suspeito de praticar furtos naquele bairro foi perseguido e morto a pauladas, pedradas e espancamento, além de tentativa de incendiar o corpo. O crime ocorreu por volta de 21h30 na Rua dos Tabajaras, a poucos metros da Ponte dos Ingleses, também conhecida como Ponte Metálica, um dos cartões-postais da cidade. Ninguém foi preso, segundo a Polícia.

 

Latrocínio

 

Na noite do domingo (14), um latrocínio (roubo seguido de morte) foi registrado na localidade de Timbaúba dos Marinheiros, no Município de Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 90Km da Capital). Um idoso teve sua casa invadida por quatro assaltantes que chegaram ali em duas motocicletas. No momento do ataque, a esposa do aposentado Luiz Fortunato da Rocha, 76 anos, gritou desesperada e um dos ladrões disparou um tiro.

 

Luiz Fortunato, que era conhecido na comunidade como “Luiz Branco”, foi atingido com um tiro no peito e socorrido para o hospital do Município, onde morreu logo após dar entrada na Emergência. Os autores do crime estão foragidos.

 

Fonte: Ceará News7

Comentários