Marina empata com Aécio no 1º e com Dilma no 2º turno, aponta Datafolha

PUBLICIDADE
18 ago 2014

marina silvaCom a entrada de Marina Silva (PSB) na disputa pela Presidência, a pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (18) mostra que ela tem 21% das intenções de voto, largando em segundo lugar, um ponto à frente de Aécio Neves (PSDB). Isso os coloca em situação de empate técnico e 15 pontos atrás de Dilma Rousseff, candidata a reeleição pelo PT.

 

Na simulação de segundo turno, Marina, que deve ser oficializada candidata na próxima quarta-feira (20), fica à frente de Dilma com 47% das intenções de voto contra 43% da atual presidente. É também uma situação de empate técnico, mas nos limites da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Contra Aécio, Dilma venceria o segundo turno por 47% a 39%. Nesse caso, os oito pontos de diferença representam uma ampliação da vantagem petista.

 

O candidado pelo PSB Eduardo Campos, morreu na última quarta-feira, dia 13, em um acidente de avião no litoral de São Paulo. A morte repentina de Campos colocou Marina, sua vice na chapa, como nome natural a assumir a candidatura.

 

A hipótese de conclusão da eleição no primeiro turno é afastada porque Marina surgiu com quase o triplo da intenções de votos em Campos (8%), porém sem provocar alteração nas taxas dos rivais mais competitivos. Com Campos na disputa, Dilma também tinha 36% e Aécio tinha os mesmos 20%.

 

De acordo com a pesquisa, caso o PSB não lançasse Marina como candidata, Dilma venceria a eleição no primeiro turno com 41% (oito pontos a mais que a soma de seus rivais). No entanto, o percentual de eleitores sem candidato continuaria em 13 de brancos e nulos e 12% de indecisos.

 

Votos brancos, nulos e indecisos

Na comparação direta entre o cenário atual, com Marina, e o anterior, com Campos, a pesquisa Datafolha revela que caíram os percentuais de eleitores sem candidatos.

 

As intenções de voto nulo ou em branco eram de 13%. Com Marina na disputa, essa taxa recuou para 8%. Indecisos eram 14% e agora são 9%.

 

O Datafolha ouviu 2.843 eleitores em 176 municípios nos dias 14 e 15 de agosto.

 

Portal iG

Comentários