Ministério Público Federal abre investigação sobre consignados de servidores do Governo Cid

Ministério Público Federal abre investigação sobre consignados de servidores do Governo Cid

PUBLICIDADE
26 jun 2016
Foto: (Marcos Alves / Agência O Globo)

Foto: (Marcos Alves / Agência O Globo)

Mais uma frente de problemas para o ex-governador Cid Gomes e seus aliados. Após a prisão do ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, por fraudes em empréstimos consignados com a participação da empresa Consist, no ministério do Planejamento, a revista Veja que estará nas bancas neste domingo (26) anuncia que o Ministério Público Federal fará uma devassa no serviço em todos os governos estaduais e prefeituras brasileiras.

 

Segundo a colunista Vera Magalhães, do Radar, há fortes indícios da participação de outras empresas nesse esquema de corrupção que teria se expandido por todo o Brasil, não apenas na Esplanada dos Ministérios, onde desviou R$ 100 milhões para beneficiar Paulo Bernardo e o PT. As suspeitas são de que os próprios governadores montaram essas operações para encherem seus caixas de campanha.

 

No Ceará, os empréstimos consignados já foram objeto de investigação do Ministério Público Estadual. Porém, por prestígio do então governador Cid Gomes, o Tribunal de Justiça não permitiu quebras de sigilos de alguns dos envolvidos no escândalo e os promotores não conseguiram avançar nas investigações. Agora, a situação será diferente.

 

Um dos principais alvos dessa operação de consignados no Ceará será o elemento conhecido por “Zé do Gás”, que está sendo monitorado e sua riqueza sob suspeita. O Ministério Público Federal se prepara para apurar o vínculo de sua fortuna com os ganhos dos consignados no Governo Cid.

 

Fonte: Ceará News 7

Comentários