Morte de duas crianças por afogamento em açude de Parambu revela riscos no Interior

PUBLICIDADE
13 set 2017

O afogamento e morte de duas crianças no Açude Recreio, no fim da manhã desta terça-feira, 12, revela os riscos de passeio de canoa, banhos, sem os devidos cuidados e equipamentos de proteção no Interior do Ceará. É comum banho em rios e açudes e uso de canoas sem os devidos cuidados, uso de coletes salva vidas, dentre outras medidas preventivas.

 

 

Os dois corpos foram resgatados na noite desta terça-feira, 12, por um grupo de cinco pescadores. O primeiro resgate ocorreu por volta das 22 horas, de Jaqueline de Freitas de Oliveira, 11 anos; o segundo, Francisca Marliete Souza de Mesquita, 10 anos, por volta das 23 horas.

 

Os corpos foram foram levados para o Hospital Dr. Cícero, em Parambu, e em seguida encaminhados para o IML de Tauá, por meio do Rabecão.

 

O açude fica localizado no sítio Recreio, cerca de 5km da sede do município. Três crianças seguiam na canoa, que virou no meio do açude. Uma das vítimas, de 9 anos, foi salva por um pescador que estava próximo, quando ocorreu a tragédia que abalou os moradores da cidade e da região dos Inhamuns.

 

Havia expectativa de chegada de uma equipe de Bombeiros de Fortaleza para o resgate na manhã de hoje dos corpos, porquanto a unidade dos Bombeiros de Tauá não tinha equipamentos e pessoal de mergulho. Os pescadores na noite desta terça-feira usaram uma técnica de cabaças com velas acessas para localização dos corpos.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários