Mulher foi morta a tiros dentro de seu carro de luxo no bairro São Miguel, em Crato

PUBLICIDADE
25 jul 2014
Emanuele Ventura foi morta a tiros (Foto: Reprodução/FacebooK)

Emanuele Ventura foi morta a tiros (Foto: Reprodução/Faceboo)

A microempresária Emanuele Ventura de Lima, de aproximadamente 40 anos, que residia no bairro Alto da Penha em Crato, foi morta a tiros por volta das 14h30min desta sexta-feira. Ela tinha acabado de deixar um filho no SESC e, no cruzamento das ruas Raimundo Lobo e Coronel André Cartaxo (Bairro São Miguel), foi surpreendida com os disparos praticamente à queima roupa, sendo alguns na cabeça causando sua morte imediata.

 

A vítima se encontrava ao volante de um veículo Duster da Renault de cor prata e placas ORU-4008, inscrição de Crato, e era dona de uma pequena indústria de sandálias perto de sua casa no Alto da Penha. O crime foi praticado por dois homens que se aproximaram da mesma, mas as testemunhas não souberam dizer se a dupla fugiu a pé ou em algum veículo após praticar o 21º homicídio do ano naquele município. No carro não foram encontrados documentos de Emanuele, surgindo suspeitas de latrocínio.

 

Entretanto, a polícia trabalha ainda com a hipótese de execução e vai se inteirar com familiares se ela vinha recebendo ameaças. Foi a primeira mulher morta este ano no Crato e a 13ª no Cariri. A última tinha sido Maria Letícia Miranda de Andrade, de 19 anos, no dia 22 de setembro, mas que residia em Trindade (PE) e era suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas. O corpo desta foi encontrado na rodovia Crato/Exu, imediações do IBAMA, com tiros de espingarda calibre 12 na cabeça.

 

Agência Miséria

Comentários