Patativa é homenageado com estátua de bronze nos 12 anos de sua morte

PUBLICIDADE
10 jul 2014
Foto: Júnior Sultério.

Foto: Júnior Sultério.

O poeta popular Patativa do Assaré foi homenageado na manhã desta terça-feira na sua terra natal com a inauguração de uma estátua de bronze em tamanho natural. A data lembrou os 12 anos da morte desse ilustre caririense conhecido internacionalmente por sua arte. O local escolhido foi o adro da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores e bem em frente ao Memorial Patativa do Assaré inaugurado em março de 1999 três anos antes da morte do poeta.

 

A estátua em bronze foi doada pela Construtora Coral e coube ao prefeito Samuel Freire a garantia da infraestrutura. Um dirigente da empresa e o prefeito comandaram a solenidade ao lado de familiares de Patativa, do prefeito de Nova Olinda, Ronaldo Sampaio, o Sargento Araújo, Comandante do Destacamento Militar de Assaré, vereadores e secretários. O poeta Antônio Gonçalves da Silva morreu no dia 8 de julho de 2002 em consequencia de falência múltipla dos órgãos.

 

Ele contava com 93 anos de idade e foi sepultado no Cemitério São João Batista no município de Assaré, onde nasceu no dia 5 de março de 1909. Foi poeta, compositor, cantor e repentista brasileiro, sendo considerado um dos maiores poetas populares do país.. Ele teve sua obra registrada em folhetos de cordel, em discos e livros e tudo começou aos 16 anos quando comprou sua primeira viola passando a cantar de improviso.

 

O artista foi agricultor e era filho dos agricultores Pedro Gonçalves da Silva e Maria Pereira da Silva. Ainda pequeno ficou cego do olho direito e, aos oito anos, órfão de pai passando a trabalhar no cultivo da terra para ajudar no sustento da família. Com pouco acesso à educação, frequentou durante quatro meses sua primeira e única escola e sem interromper o trabalho de agricultor, aprendeu a ler e escrever e se tornou um apaixonado pela poesia.

Fonte: Agência Miséria

Comentários