Petrobras aumenta o preço da gasolina em 6%

PUBLICIDADE
30 set 2015

Diário do Nordeste – A Petrobras decidiu reajustar em 6% o preço da gasolina e em 4% o preço do diesel nas refinarias. O aumento entrou em vigor desde a madrugada de hoje.

 

O preço nas bombas é livre e costuma ser reajustado à medida que o combustível com preço novo chegue aos postos.

 

O preço nas bombas é livre e costuma ser reajustado à medida que o combustível com preço novo chegue aos postos ( FOTO: JOSE LEOMAR / DIÁRIO DO NORDESTE

O preço nas bombas é livre e costuma ser reajustado à medida que o combustível com preço novo chegue aos postos ( FOTO: JOSE LEOMAR / DIÁRIO DO NORDESTE

Em geral, segundo o sindicato dos postos de combustíveis, o aumento de preço para o consumidor tem sido um pouco menor que o das refinarias.

 

A decisão foi tomada pela companhia na noite de ontem diante dos problemas de caixa da empresa após a forte alta do dólar nos últimos dias. A estatal informou o aumento por meio de comunicado.

 

Com a disparada do câmbio, os preços dos dois combustíveis passaram a ficar mais elevados do que no mercado internacional, apesar da forte queda dos preços do petróleo no mercado externo.

 

O reajuste é uma sinalização ao mercado de que a empresa, hoje comandada por Aldemir Bendine, tem autonomia para definir sua política de preços dos combustíveis.

 

“Os preços da gasolina e do diesel, sobre os quais incide o reajuste anunciado, não incluem os tributos federais Cide e PIS/Cofins e o tributo estadual ICMS”, anuncia o comunicado da empresa.

 

O último reajuste tinha sido no dia 7 de novembro do ano passado, quando a gasolina foi reajustada em 3% e o óleo diesel, em 5%. No dia 1º de setembro, a Petrobras reajstou os preços do GLP (botijão de 13 quilos de uso residencial) em 15% e, na semana passada, aumentou os preços do GLP para uso comercial e industrial em 11%.

 

Em 10 de setembro, a agência de classificação de risco Standard&Poor’s rebaixou a nota da Petrobras, tirando dela o selo de boa pagadora.

Comentários