Prazo para tirar título de eleitor se encerra no dia 4 de maio

Prazo para tirar título de eleitor se encerra no dia 4 de maio

PUBLICIDADE
29 fev 2016
 FOTO: DIVULGAÇÃO

FOTO: DIVULGAÇÃO

Quem ainda não possui título de eleitor vai poder solicitar até o dia 4 de maio deste ano. É o prazo máximo para quem ainda deseja votar nas eleições municipais de outubro, quando devem ser eleitos vereadores e prefeito das cidades.

 

A orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é que a população – principalmente a de faixa etária entre 16 e 17 anos – antecipe a solicitação para evitar filas na última hora. O prazo é o mesmo também para quem quiser transferir o domicílio eleitoral.

 

No entanto, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) alerta que a data limite para o recadastramento biométrico em cidades do interior cearense permanece até o dia 18 de março. O procedimento de agendamento continua o mesmo.

 

Conforme divulgado pelo O POVO no mês passado, eleitores de 46 municípios cearenses terão que providenciar com urgência o recadastramento biométrico, sob pena de ter o título cancelado e a exigência do pagamento de multa. O voto nas eleições de várias localidades no Estado será feito exclusivamente com a nova tecnologia.

 

O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos e facultativos para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os maiores de 16 e menores de 18 anos, conforme o artigo 14 da Constituição Federal.

 

De acordo com o TSE, pode se inscrever para votar o jovem que completar 16 anos até o dia da eleição, em 2 de outubro.

 

Documentos

 

Quem for tirar o título de eleitor pela primeira vez deve comparecer ao cartório eleitoral com documento de identificação com foto (carteira de identidade), comprovante de residência recente e comprovante de quitação militar para os homens.

 

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o novo modelo de passaporte não são aceitos para efeito de inscrição eleitoral.

 

No caso de transferência, o cidadão deve levar o título de eleitor, comprovantes de votação ou de justificativa feitos em eleições anteriores, documento de identificação e comprovante de residência recente.

 

Fonte: O Povo

Comentários