Processo de recadastramento biométrico é lançado em Aurora com a presença da presidente do TRE-CE, Maria Nailde Pinheiro

PUBLICIDADE
1 set 2017

A 69ª Zona Eleitoral de Aurora abriu oficialmente o período de obrigatoriedade para o eleitor com domicílio no município; comparecer ao Cartório Eleitoral para realizar o cadastramento biométrico.

 

O início dos trabalhos do processo de revisão biométrica foi marcado por uma audiência pública, que aconteceu no auditório da Escola Leopoldina Gonçalves Quezado e que contou com a presença da Desembargadora Dra. Maria Nailde Pinheiro Nogueira, presidente do Tribunal Regional do Ceará (TRE-CE) e filha de Aurora. FOTO: RENATO BRITO

 

A obrigatoriedade do comparecimento do eleitor passou a vigorar nesta quinta-feira (31) em Aurora, com previsão de término para 31 de janeiro de 2018.

 

O início dos trabalhos do processo de revisão biométrica foi marcado por uma audiência pública, que aconteceu no auditório da Escola Leopoldina Gonçalves Quezado e que contou com a presença da Desembargadora Dra. Maria Nailde Pinheiro Nogueira, presidente do Tribunal Regional do Ceará (TRE-CE) e filha de Aurora,que foi recepcionada por autoridades e com apresentação da Banda de Música Senhor Menino Deus.

 

A obrigatoriedade do comparecimento do eleitor passou a vigorar nesta quinta-feira (31) em Aurora, com previsão de término para 31 de janeiro de 2018. FOTO: RENATO BRITO

 

O vice-presidente da corte eleitoral e corregedor regional eleitoral, desembargador Dr. Haroldo Correia de Oliveira Máximo também esteve no evento, além do juiz titular da Comarca de Aurora e responsável por presidir os trabalhos – Dr. João Pimentel Brito, a promotora Alessandra Magna Ribeiro, o prefeito de Aurora Junior Macedo, o presidente da Câmara Municipal Aderlânio Macedo, secretários municipais, servidores da justiça, lideranças políticas, estudantes, familiares e simpatizantes da Desembargadora.

 

Para Dr. João Pimentel, o trabalho será realizado com o intuito de atingir a meta antes do prazo limite. FOTO: RENATO BRITO

 

Em seu discurso, Maria Nailde Pinheiro Nogueira fez questão de lembrar de pessoas que direto e indiretamente contribuíram em sua infância para que ela chegasse onde chegou e não escondeu a felicidade de retornar à sua terra natal. “Sinto-me envaidecida nesta manhã aqui em Aurora, retornando ao meu torrão natal, que a 45 anos, juntamente com meus pais e meus irmãos, partimos em um trem que vinha do Crato e, busca de uma melhor formação.”

 

A Desembargadora aurorense afirmou estar voltando à sua terra natal com um desafio ao Dr. João Pimentel. “A biometria é uma meta estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste momento nosso desafio maior é lançar a semente onde a partir de hoje todo eleitorado de Aurora ficará obrigado a comparecer ao Cartório Eleitoral para que faça a sua coleta biométrica”, finalizou.

 

Dr. João Pimentel agradeceu à Desembargadora pela presença e defendeu o engajamento de todos neste processo. FOTO: RENATO BRITO

 

Na sequência, Dr. João Pimentel agradeceu à Desembargadora pela presença e defendeu o engajamento de todos neste processo e reafirmou a importância da biometria para o eleitor e elencou problemas aos quais o eleitor que não fizer a biometria estará sujeito. Para Dr. João Pimentel, o trabalho será realizado com o intuito de atingir a meta antes do prazo limite.

 

Em seguida, a coordenadora de Administração do Cadastro Eleitoral do TRE-CE, Lorena Belo, falou aos presentes sobre o Projeto Biometria, no âmbito da Justiça Eleitoral.

 

Para finalizar o evento, os presentes puderam tirar suas dúvidas em relação ao processo de revisão biométrica.

 

Veja todas as fotos:

 

 

Comparecimento

 

Até o dia 30 de agosto, quando a presença do eleitor para realizar a biometria ainda era em caráter ordinário, ou seja, não havia obrigatoriedade, 18,28% do eleitorado auroeense, ou 3.778 compareceu ao Cartório Eleitoral.

 

Falta comparecer

 

Até 30 de agosto faltavam comparecer 16.892 eleitores, ou seja, 82% do total.

 

Média de atendimentos diários

 

Até o dia 30 de agosto, a média de atendimentos girava em torno de 30 atendimentos por dia, porém a partir de agora a meta diária é de 123 atendimentos.

 

Comentários