MAIS DE 3H DE DURAÇÃO: Veja como foi a sessão ordinária deste sábado na Câmara Municipal de Aurora

MAIS DE 3H DE DURAÇÃO: Veja como foi a sessão ordinária deste sábado na Câmara Municipal de Aurora

PUBLICIDADE
23 abr 2017

O Poder Legislativo aurorense voltou a se reunir neste sábado (22) em longa sessão ordinária, com quase três horas de duração.

 

O Poder Legislativo aurorense voltou a se reunir neste sábado (22) em longa sessão ordinária, com quase três horas de duração. FOTO: AQUICONECTADOS

 

Sob a presidência do vereador Aderlânio Macedo (PMDB) e a presença de mais nove vereadores, discussões, aprovação de projetos e requerimentos, dentre outras matérias formaram a pauta da sessão. Não estiveram presentes, apenas o vereador Olavo Batista (PMDB) e a vereadora Tânia Macedo (PTB).

 

Curta nossa página no facebook

 

Logo no início da sessão, o presidente da Casa, Aderlânio Macedo (PMDB) autorizou a leitura do termo de renúncia do vereador Dr. Valmir Costa (PSD), que deixou o cargo de tesoureiro, pelo qual foi eleito na mesa diretora em primeiro de janeiro. O vereador justificou sua renúncia afirmando que enquanto médico, e pelas várias funções  que exerce no dia a dia não estava sendo possível conciliar as duas coisas, portanto, achou por bem renunciar ao cargo para não atrapalhar os trabalhos do legislativo.

 

O vereador Wellington Rodrigues – Budú (PDT) exaltou todo o seu descontentamento com a reforma da previdência e apresentou moção de repúdio à matéria. No texto lido, o vereador se diz favorável as atuais regras da aposentadoria rural e critica a posição do governo Temer quanto ao projeto.

 

Ainda sobre a Reforma da Previdência:

 

“Sou a favor da reforma da previdência, porém, não como está sendo posta”, disse Osasco Gonçalves (PSL).

 

“O que estão querendo fazer não é a reforma da previdência, estão querendo é uma destruição da previdência”, disse Dr. Valmir (PSD).

 

“A maior reforma que poderia ser feita, seria prender todos os ladrões e recuperar todo o dinheiro roubado”, disse Aderlânio Macedo.

 

Requerimentos

 

O vereador Osasco Gonçalves (PSL) requereu o envio de ofício à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) pedindo uma solução no tocante a viatura da Polícia Militar do município, que segundo ele, não tem as mínimas condições de servir ao destacamento, dado o seu estado precário. O vereador também pediu que o município proceda com a implantação de manilhas na estrada do Boqueirão no sítio Logradorzinho e solicitou reforma na barragem do sítio Aningas, entre as localidades de Volta e Aroeiras.

 

O vereador Cícero de Nequinho (PSDB) solicitou que seja feito calçamento na Rua Francisco José de Santana, no Bairro Araçá, pediu ao município ampliações nos campos de futebol de Soledade e Monte Alegre e a perfuração de um poço profundo na localidade de Oiticica, bem como a construção de uma caixa d’água.

 

O vereador João Filho (PSD) solicitou reformas de passagens molhadas, requereu que seja feita uma ampliação na parede de um açude em Soledade e solicitou que seja feito calçamento e arborização no estacionamento no estádio municipal Sebastião Alves Pereira, o Dr. Bastim.

 

O vereador Brasa (PEN) requereu o aumento de pelo menos 60cm nas barragens do município, visando o maior cúmulo de água, ainda pediu que seja feita uma reforma na passagem molhada situada no sítio Creoulas e que seja feita uma passarela na barragem da Santa Cruz.

 

A vereadora Iracilda (PT do B) requereu o conserto de brinquedos do Centro Social Urbano CSU e a perfuração de um poço profundo no sítio Cruz.

 

O vereador Silvio Bezerra (PSD) solicitou que sejam implantados redutores de velocidade nas principais ruas de Ingazeiras.

 

O vereador Wellington Rodrigues – Budú (PDT) solicitou que seja tomada uma providência quanto a fedentina e a exposição de dejetos em esgoto situado à Rua General Sampaio.

 

Projetos do Executivo

 

O Projeto de Lei Nº 012/2017, que cria cargos no quadro de pessoal da Prefeitura Municipal recebeu pareceres favoráveis pelas comissões de Justiça e Redação e Comissão de Educação, Saúde, Cultura, Ação Social e Meio Ambiente, sendo aprovados em plenário os referidos pareceres, no entanto, o projeto não foi submetido a votação, pelo fato de não ter sido apreciado ainda pela Comissão de Orçamento e Finanças.

 

Os projeto de lei Nº 013/2017, que dispõe sobre a regulamentação do funcionamento das unidades escolares e creches, o projeto de lei Nº 014/2017, que dispõe sobre a criação da Escola de Ensino Infantil e Fundamental Tarcísio Gonçalves de Oliveira e o projeto de lei Nº 015/2017, que autoriza o Poder Executivo, através da Secretaria Municipal de Saúde, a firmar convênio com a Clínica de Ortopedia do Cariri foram aprovados por unanimidade.

 

Deu entrada na Casa e foi encaminhado às comissões competentes, o Projeto de Lei Nº 016/2017 – que dispõe sobre as diretrizes para elaboração da lei orçamentária de 2018.

 

 Projetos do Legislativo

 

Um projeto de Lei do Legislativo de autoria dos vereadores: Maria Iracilda (PT do B) e Wellington Rodrigues – Budú (PDT) devolve à conhecida Avenida Santos Dummont sua antiga denominação. Um projeto de lei aprovado na Câmara Municipal em dezembro de 2016, de autoria do ex-vereador Chico Henrique mudava a denominação da Rua para Avenida Antônio Landim de Macedo.

 

O projeto de lei apresentado por Budu e iracilda revoga esta mudança de nome, mantendo a Avenida com sua denominação de Santos Dummont. Na justificativa, os vereadores alertaram que a artéria pública já é tradicionalmente conhecida por Santos Dummont, portanto, não sendo admissível a mudança. O projeto será apreciado pelas comissões.

 

A vereadora Iracilda apresentou um projeto de decreto legislativo que concede a Lorena Torquato Férrer, título de cidadã aurorense.

 

Pronunciamentos

 

Osasco Gonçalves criticou a reforma da previdência se colocando contra a forma como está sendo posta pelo governo. Segundo o vereador, é preciso ir a luta. Para ele, o grito popular já estar surtindo efeito, já que o presidente Michel Temer tem cedido em vários pontos. Osasco também se referiu a importância de se conceder título de cidadão aurorense realmente a quem mereça, que possua algum trabalho prestado ao município, por exemplo.

 

O vereador Cicero de Nequinho anunciou que o prefeito municipal, Junior Macedo garantiu que vários redutores de velocidade serão implantados em vários pontos da cidade e distritos do município.

 

João Filho parabenizou a administração por ter resolvido o problema do abastecimento d’água do distrito de Santa Vitória e lamentou não ter sido convidado para fazer parte das festividades em razão do aniversário do distrito de Santa Vitória.

 

A vereadora Iracilda aproveitou o espaço para convidar o chefe da merenda escolar do município para prestar esclarecimentos na próxima sessão. A vereadora se disse satisfeita por ter protocolado seu pedido junto ao governador do estado, Camilo Santana, onde pediu ajuda para que seja conseguida uma maca para a ancologia de Barabalha. Iracilda também reclamou que um artigo do Plano de Cargos e Carreiras dos professores foi alterado em projeto encaminhado à Casa. Por fim, a vereadora esplanou acerca do surgimento do jogo da baleia azul, que tem acometido crianças e dolescentes, representando um grande perigo a todos.

 

Dr. Valmir reiterou a importância de se conceder título de cidadania a quem de fato mereça.

Comentários