Reunião de Alocação Negociada define operação do Açude Cachoeira até o final do ano

Reunião de Alocação Negociada define operação do Açude Cachoeira até o final do ano

PUBLICIDADE
6 ago 2019

A Companhia de Gerenciamento dos Hídricos (Cogerh), Bacia Hidrográfica do Salgado realizou na última sexta-feira, dia 02 de agosto a reunião de alocação negociada de água com o intuito de definir a operacionalização do reservatório Açude Cachoeira, responsável pelo abastecimento da sede do município de Aurora.

FOTO: RENATO BRITO

Além da presença de representantes da Cogerh, Câmara Municipal, sindicato dos trabalhadores rurais, Comitê Gestor da Bacia do Salgado, Comissão Gestora do reservatório, Cagece e usuários do liquido precioso do açude Cachoeira estiveram presentes.

Contando apenas com 12% de sua capacidade total, ou seja, cerca de 4.800.000 m2, o engenheiro e coordenador técnico da Cogerh, Thiago apresentou dois cenários de operação do reservatório durante todo o restante deste segundo semestre:

No primeiro cenário, o Açude Cachoeira passaria a operar com a liberação total de uma vasão de 45 l/s. Já no segundo cenário, essa vazão liberada seria de 60 l/s.

Ao ser colocada em deliberação, por unanimidade foi aprovada a operacionalização de uma vazão de 45 l/s, correspondente a 25 l/s para abastecimento da sede do município, através da adutora da Cagece, cerca de 5 l/s a ser captada para o abastecimento das comunidades de Cachoeira, Vila Tuíca e Logradorzinho (quando o sistema de abastecimento dessas comunidades estiver em funcionamento) e 15 l/s que já estão sendo liberados pela válvula do reservatório no leito do Riacho Caiçara, que servirão para a dessedentação animal e irrigação.

O coordenador técnico da Cogerh, Thiago lembrou que a decisão de operacionalização do reservatório é feita de forma participativa com a opinião dos usuários. Thiago responde ainda quanto a garantia do abastecimento humano da sede, desconsiderando a próxima quadra invernosa e afirma que o Açude cachoeira deve fechar o ano com cerca de 6,1% de armazenamento e alerta para o uso consciente da água.

Ainda conforme Tiago, desconsiderando a próxima quadra invernosa, ou seja, caso não haja mais uma vez recarga hídrica do açude, a previsão é que o abastecimento humano de Aurora esteja assegurado até o início de 2021, conforme prognósticos da Cogerh.

Em um comparativo feito na reunião, ficou clara a baixa pluviometria observada durante a última quadra invernosa  no açude Cachoeira, pois enquanto o reservatório recebeu apenas cerca de um milhão de metros cúbicos durante o período, o Açude do Rosário, situado em Quitaiús, em Lavras da Mangabeira, recebeu mais de 12 milhões de metros cúbicos de água.

Comentários