São Paulo vence Santos e assume a vice-liderança do Campeonato Brasileiro

PUBLICIDADE
25 ago 2014
Ganso do São Paulo, comemora após marcar o primeiro gol da equipe tricolor. (Foto: Folhapress)

Ganso do São Paulo, comemora após marcar o primeiro gol da equipe tricolor. (Foto: Folhapress)

Com golaço de Ganso, o São Paulo venceu o clássico contra o Santos por 2 a 1, ontem, no Morumbi. Este foi o primeiro gol do meia contra seu ex-clube e a quarta vitória seguida do time tricolor.

 

Com o resultado, a equipe comandada por Muricy Ramalho foi a 32 pontos e assumiu a vice-liderança. O time ultrapassou Inter-RS, agora terceiro colocado, e o Corinthians, quarto, que somam 31 pontos.

 
Já o Santos, que entrou em campo sem Robinho -lesionado–, estacionou nos 23 pontos. No primeiro tempo, o São Paulo impôs seu estilo de jogo, com mais posse de bola e explorando o lado esquerdo do campo.

 
As 23min, Ganso abriu o placar. Paulo Miranda cobrou lateral, Alan Kardec desviou de cabeça e o camisa 10 dominou a bola, girou e bateu no ângulo esquerdo, sem chance para o goleiro Aranha.

 
ETAPA FINAL

A segunda etapa começou movimentada, com os dois times jogando ofensivamente e criando chances de gol. Com a entrada de Rildo no lugar de Leandro Damião, o atacante Gabriel ganhou mais mobilidade no ataque e deu espaço para o São Paulo encaixar contra-ataques.

 

Aos 40min, o árbitro marcou pênalti de Álvaro Pereira em Rildo. Gabriel bateu no lado esquerdo de Rogério e empatou para a equipe santista.No entanto, o São Paulo conseguiu chegar a vitória três minutos depois. Alexandre Pato aproveitou o rebote do goleiro Aranha e fez o gol do triunfo são-paulino.

 
Para Muricy Ramalho, a ascensão do time tem a ver com a entrega dos jogadores do ataque, que passaram a ajudar mais na marcação. O treinador explica como isso mudou.

 
“A gente está tentando convencê-los de que sem a bola eles são importantes. Falar para Ganso e Pato jogarem é fácil. Tem de convencer os dois a vir buscar a bola. Eles tão aceitando isso e gostando”, disse Muricy. (das agências)

 

Via o Povo

Comentários