Trecho da CE-153 próximo a Iborepi segue parcialmente interditado; trânsito flui normalmente

Trecho da CE-153 próximo a Iborepi segue parcialmente interditado; trânsito flui normalmente

PUBLICIDADE
8 abr 2019

A rodovia estadual CE-153, que liga Aurora à Lavras da Mangabeira, segue parcialmente interditada nas proximidades no distrito de Iborepi.

 

Rodovia estadual CE-153, que liga Aurora à Lavras da Mangabeira.
FOTO: Renato Brito/Aquiconectados

 

A reportagem do Portal de Notícias Aquiconectados esteve no local na manhã desta segunda-feira (08) e pôde comprovar que um dos lados da pista, o lado direito pra quem segue no sentido Aurora/Lavras está interditado por uma curta distancia.

 

No local, a Construtora Samaria LTDA, responsável pela obra de pavimentação da via, colocou placas de sinalização, além de espalhar galhos de árvores no trecho danificado.

 

Apesar da interdição parcial da pista, o tráfego nos dois sentidos flui normalmente. Os motoristas precisam apenas ter um pouco mais atenção para evitar acidentes no local, já que os condutores de veículos que seguem no sentido Aurora/Lavras precisam desviar pela contramão ao chegarem neste ponto.

 

Rodovia estadual CE-153, que liga Aurora à Lavras da Mangabeira.
FOTO: Renato Brito/Aquiconectados-153, aurora, lavras, interditado, trecho

 

O local interditado já possui sinalização horizontal e vertical. Apenas o trecho Iborepi/Lavras da Mangabeira ainda não foi totalmente concluído e não conta com sinalização alguma. Uma das principais baixas do trecho foi a não conclusão até o momento da ponte sobre o Riacho do Rosário. A construção da ponte se encontra paralisada. Para atravessar o riacho é necessário cruzar a antiga barragem, bastante esburacada e estreita ao lado da futura ponte.

 

Causas da interdição

 

Por conta das fortes chuvas caídas na região de Iborepi na semana passada (quase 300 milímetros) um pequeno açude situado nas proximidades da via se rompeu e o grande volume de água acabou deslocando algumas manilhas colocadas sob a pista, podendo ocasionar o desnivelamento do asfalto. Logo após a constatação do problema, a empresa Samaria LTDA tratou de reabrir o sangradouro do reservatório em questão para evitar a situação se agravasse.

Comentários