“Verdades têm que ser ditas”, diz Cid Gomes sobre discussão de Ciro e Gaudêncio

PUBLICIDADE
2 ago 2014
Cid Gomes acompanhou o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, durante inauguração de creche. (Foto: Mauri Melo / O Povo)

Cid Gomes acompanhou o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, durante inauguração de creche. (Foto: Mauri Melo / O Povo)

O governador Cid Gomes (Pros) falou, nesta sexta-feira, 1°, sobre a troca de farpas entre o irmão e secretário da Saúde, Ciro Gomes (Pros), e o vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena (PMDB), na quarta-feira, 30. “Às vezes, o que se considera baixar o nível é dizer verdades. E verdades têm que ser ditas”, defendeu Cid.

 

Pelo Facebook, o vice-prefeito e o secretário trocaram acusações de tráfico de influência e enriquecimento ilícito. Ciro e Gaudêncio fazem parte da linha de frente das principais campanhas para o Governo do Estado, Ciro apoia Camilo Santana (PT), e Gaudêncio, Eunício Oliveira (PMDB).

 

Cid, durante inauguração de uma creche/pré-escola no bairro José Walter, defendeu a discussão e pontuou que o fato é “positivo para o processo eleitoral” na medida em que “fica num nível em que se trabalha com a verdade porque a gente vai ficar conhecendo melhor (os candidatos)”.

 

“Quem está na vida pública, por definição, tem que ter uma vida pessoal limpa. Na hora em que ela (a pessoa) se apresenta à população, ela está admitindo tacitamente ser julgada pela população. Isso faz parte do processo”, disse Cid.

 

O governador disse ainda que é importante que se investigue a vida dos candidatos Camilo, Eliane Novais (PSB), Aílton Lopes (PSol) e Eunício, “para ver, ao longo da sua vida, como se comportaram”.

 

“São homens públicos, alguns há muitos anos, portanto devem satisfações das suas vidas, não de aspectos ligados à família, mas de patrimônio. Até porque a legislação exige que você entregue em toda a eleição a evolução do seu patrimônio para saber se a pessoa não está enriquecendo na política”, afirmou Cid.

 

Discussão
Um dos pontos de discussão levantados por Ciro contra Eunício, durante a discussão com Gaudêncio e em outras ocasiões anteriores, é o aumento do patrimônio do senador. Gaudêncio também fez referência ao patrimônio de Ciro, dizendo que ele tem “fonte de renda desconhecida”.

 

“Na medida em que os políticos debatem, como o Ciro, por exemplo, permitem que as pessoas tenham conhecimento: ‘será que o que ele está dizendo é mentira?’. A vida do Camilo, a vida da Eliane, a vida do Ailton e a vida do Eunício devem ser expostas”, defendeu Cid, nesta sexta-feira.

 

O Povo Online

 

Comentários