Vereadores aprovam projeto que concede reajuste de 10% aos servidores de nível superior

Vereadores aprovam projeto que concede reajuste de 10% aos servidores de nível superior

PUBLICIDADE
5 jun 2016

Os vereadores aprovaram neste sábado (04/06), em sessão ordinária, o Projeto de Lei enviado pelo prefeito Adailton Macedo à Câmara Municipal, que concede reajuste salarial nos vencimentos dos profissionais de nível superior. Apenas o vereador Paulo José esteve ausente da sessão.

 

Os vereadores aprovaram neste sábado (04/06), em sessão ordinária, o Projeto de Lei enviado pelo prefeito Adailton Macedo à Câmara Municipal, que concede reajuste salarial nos vencimentos dos profissionais de nível superior. FOTO; RENATO BRITO

Os vereadores aprovaram neste sábado (04/06), em sessão ordinária, o Projeto de Lei enviado pelo prefeito Adailton Macedo à Câmara Municipal, que concede reajuste salarial nos vencimentos dos profissionais de nível superior. FOTO; RENATO BRITO

 

O reajuste concedido pelo Chefe do Executivo corresponde a 5,5% aos profissionais médicos, e 10% para os demais servidores públicos municipais efetivos de nível de escolaridade superior, sobre o vencimento-base definido em lei para cada cargo.

 

Pioneiro

 

O prefeito Adailton Macedo é considerado pioneiro quando o assunto é valorização de políticas salariais de todas as áreas da administração pública. Adailton Macedo foi o único gestor a realizar no município um Concurso Público, que abrangeu todas as áreas da administração, ofertando cerca de 600 vagas, sendo que todos os classificados foram chamados.

 

Recentemente, em 2015, outro Concurso Público, desta feita para preenchimento de 18 vagas por Agentes Comunitários de Saúde foi realizado por sua administração.

 

DISCUSSÕES

 

Além da aprovação do projeto oriundo do Executivo, uma discussão em torno da criação de uma Guarda Municipal, partida do vereador Osasco Gonçalves tomou certo tempo da sessão. O vereador Aderlânio Macedo reconheceu o crescimento da violência no município e a necessidade de criação de uma Guarda Municipal, no entanto, lembrou que se o Estado não dar condições necessárias para melhorar a segurança pública sob argumento de falta de recursos, imagine o município.

 

Outra discussão foi entorno da doação de um terreno, feita pelo Executivo e aprovada pela Câmara, que posteriormente gerou bastante repercussão, uma vez que a área doada se localiza em local onde são escoadas águas pluviais. Moradores da área temem problemas futuros, caso seja edificada uma construção no local.

 

O vereador Chico Henrique cobrou uma solução para o problema e foi mais adiante afirmando que mesmo que a área não seja construída, o canal de escoamento das águas pluviais precisa ser ampliado para comportar toda a demanda, principalmente na época invernosa.

 

Sobre o assunto; a vereadora Iracilda alertou que a Defensoria Pública já foi acionada e que todas as providências já estão sendo tomadas. Segundo a parlamentar, o defensor público – o Dr. Célio José Saraiva já esteve no local e conversou com moradores a fim de buscar uma solução para o problema.

 

O vereador Osasco Gonçalves também cobrou uma solução para o problema e defendeu que o local é inviável para a edificação de imóveis.

Comentários