Vereadores aurorenses falam de impeachment e aprovam matérias em sessão ordinária

Vereadores aurorenses falam de impeachment e aprovam matérias em sessão ordinária

PUBLICIDADE
17 abr 2016

A Câmara Municipal de Aurora voltou a se reunir em sessão ordinária neste sábado (16) na sede do poder legislativo, com a presença de oito, dos nove edis com assento na Casa. Não compareceram à sessão; os parlamentares: Erivan Batista – PT, Antônio Wilton (Brasa) – PMB e Edísio Leite – PMB.

 

No decorrer da sessão, alguns embates foram travados, envolvendo o presidente da Casa, o vereador Chico Henrique – PMDB, Osasco Gonçalves – PSL e João Aécio – PMB. FOTO: RENATO BRITO

No decorrer da sessão, alguns embates foram travados, envolvendo o presidente da Casa, o vereador Chico Henrique – PMDB, Osasco Gonçalves – PSL e João Aécio – PMB. FOTO: RENATO BRITO

 

Ao longo da sessão; os vereadores aprovaram requerimentos formais e verbais, um projeto de autoria do executivo, enquanto outro também do executivo, que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, deu entrada na Casa e foi encaminhado para apreciação das comissões competentes.

 

No decorrer da sessão, alguns embates foram travados, envolvendo o presidente da Casa, o vereador Chico Henrique – PMDB, Osasco Gonçalves – PSL e João Aécio – PMB.

 

Após a apresentação de pareceres favoráveis nas comissões, os vereadores aprovaram o projeto de lei nº 017/2016, que autoriza o Poder Público a firmar convênio com o Hospital de Olhos do Ceará.

 

Deu entrada na Casa e foi encaminhado às comissões competentes, o Projeto de Lei Nº 018/2016 – que dispõe sobre as diretrizes para elaboração da lei orçamentária de 2017.

 

REQUERIMENTOS FORMAIS

 

O vereador Chico Henrique – PMDB solicitou da Coelce; providências no sentido de que seja dada a devida manutenção no serviço de iluminação pública, bastante comprometido em várias artérias da cidade e pediu ainda a extensão de rede em alguns locais. O vereador também solicitou envio de ofício ao Executivo municipal para que seja alargada a estrada que dar acesso ao sítio Espinheiro e a abertura de outro trecho [ramal], passando a ofertar uma alternativa aos moradores da comunidade na época invernosa. O presidente da Casa solicitou ainda das autoridades competentes a retirada de trilhos da antiga linha férrea, do quilômetro 17 ao quilômetro 18, para que futuramente uma Avenida seja construída no local, pelo município, interligando os Bairros José Fernandes Campos e Bairro Alto da Cruz.

 

O vereador Osasco Gonçalves solicitou da Empresa Coral a devida recuperação da barragem do sítio Logrador, danificada por veículos pesados da referida empresa. O vereador do PSL também pediu informações sobre o motivo de paralisação na execução das obras da Quadra da Escola Antônio Landim de Macedo e Romão Sabiá.

 

O vereador Paulo José – PRP apresentou requerimento, acompanhado de um abaixo-assinado contendo 559 assinaturas, coletadas junto a alunos de escolas da rede municipal, estadual e particular de ensino, cobrando esclarecimentos da Cagece, acerca da qualidade da água fornecida pela concessionária, pelo fato de o líquido está apresentando uma coloração diferente (barrenta), o que vem preocupando a classe estudantil, segundo relatos do estudante José Neto, Presidente do Grêmio Estudantil da Escola Leopoldina Gonçalves Quezado.

 

PRONUNCIAMENTOS

 

JOÃO AÉCIO – O vereador se pronunciou a cerca do momento político vivido pelo país, se colocando veementemente contra o processo de impeachment que pede o afastamento da presidente Dilma Rousseff. Para João Aécio, a medida fere o regime democrático do país.

 

ADERLÂNIO MACEDO – Indignado o vereador se posicionou favorável ao processo de impeachment e decorreu sobre o que segundo ele é vergonhoso para todos, “a robalheira existente neste país”.

 

OSASCO GONÇALVES – Para Osasco, mais importante que a decisão que será tomada neste domingo, quando será votado na Câmara dos Deputados o processo de impeachment contra a presidente Dilma, foi a eleição de 2014. “O povo brasileiro tem que aprender a votar”.

 

CHICO HENRIQUE – O Presidente da Câmara disse que o desmando do país se deve ao Partido dos Trabalhadores – PT. Chico lembrou a compra da Refinaria de Passadena, no Texas pela Petrobrás, a enganação do governo, anunciando que construiria a Refinaria Premiu II no Ceará, não tendo saído do papel. Para Chico, o PT é uma farça. O presidente concluiu dizendo que caso o impeachment não seja aprovado o país irá parar.

 

Da Redação – Aquiconectados

Comentários